sábado, março 18, 2006

Re-Começo


As estrelas debaixo do guarda-chuva, contei-as contigo. Estrelas numa noite sem brisa nem Lua.
As tuas Estrelas.
Uma Lua de cristal aconchegada num perpétuo veludo, descobri-a contigo. Lua numa noite sem brisa nem estrelas.
A tua Lua.
Essa brisa, suave fragrância, delicado mistério, cálida ternura, dulcíssimo beijo, aguardo eu por descobri-la contigo.
A tua Boca.